Páginas

Qual é a diferença entre oferta e sacrifício?

Gostei muito desta palavra e sempre nos ajuda para tirar as nossas dúvidas, gostaria de compartilhar com vocês.

Tudo que eu dou ou faço pra Deus é uma oferta, ou seja, jejum, oração, doações, trabalhos na igreja, etc. A oferta quando é dada não faz falta, já o sacrifício é diferente: pesa e faz falta.

O sacrifício é único e tem nome. Quando Deus pediu a Abraão, disse: “Toma teu filho, teu único filho, Isaque, a quem amas…” (Gen.22.2) Podemos observar que Ele teve que falar qual é o sacrifício que ele queria, porque senão Abraão certamente renunciaria Ismael porque os dois eram filhos dele. Então, Ele foi específico no seu pedido.

Certamente, o que é sacrifício pra uns é oferta pra outros e vice-versa. O sacrifício é algo extremamente pessoal, pois tem a vida do indivíduo inserida. A oferta não tem a vida, mas sim a consideração: a “igreja precisa de ajuda”, “estou ganhando almas através dessa oferta”, “cheguei aqui e não tinha nada”, etc. São duas coisas que para muitos são bem parecidas, mas na verdade são completamente diferentes.

A pessoa, quando apresenta sua oferta, entrega o que é oferecido, o que fica no altar, e sai. No sacrifício, a vida da pessoa fica no altar clamando por ela, como está escrito: “Pela fé, Abel ofereceu mais excelente sacrifício do que Caim; pelo qual obteve testemunho de ser justo, tendo a aprovação de Deus quanto às suas ofertas. Por meio dela, mesmo depois de morto ainda fala.” (Heb.11.4) Deus se agradou de Abel e de seu sacrifício, não por ser Ele um mercenário, e sim porque a vida de Abel estava naquele sacrifício, havia sangue, renúncia. Essa foi a grande diferença entre aquilo que foi oferecido no altar pelos dois.

O sacrifício, que tem como principais fatores motivadores a visão, ambição e revolta, é uma revelação de Deus, ou seja, se Ele não fala, não há. O aroma da oferta sobe diante dEle, mas o sacrifício faz Deus descer.

O sacrifício feito fora do altar não muda nada na vida de alguém. Para modificar, tem que ser realizado no altar e deve ser feito a coisa certa no lugar certo. A pessoa pode estar acostumada a fazer sacrifícios fora do altar na educação de filhos, salvando vida de enfermos, abandonando a família por causa da sua profissão, etc. Essas ações ajudam, mas não alteram a vida.

O sacrifício perfeito é realizado no altar, porque esse é o lugar de Deus, como está escrito: “O fogo arderá continuamente no altar; não se apagará.” (Lev.6.13)

Todos os problemas – como sofrimento, dor e libertação – são resolvidos no altar. Sacrificar é abrir mão de algo grande em favor de algo maior. É aquilo que se dá e, se Ele não responder, o cristão estará perdido. O que deixa na total dependência Dele. É como pular de avião sem pára-quedas, não deixa reserva. Não é o que se quer dar, e sim, o que Deus quer que dê.

Sacrifício(visite).


(obrsara@hotmail.com)

Nenhum comentário

Postar um comentário

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger